sábado, 30 de novembro de 2013

Nova lei punirá comentários na internet ofensivos a políticos com 1 ano de prisão e R$30.000 de multa


A difusão de mensagens e comentários "ofensivos" à honra ou à imagem de candidatos, partidos e coligações será considerada crime e punível com cadeia e multa para o autor e seu contratante caso a presidenta Dilma Rousseff sancione sem vetos uma lei enviada pelo Congresso ao Palácio do Planalto na segunda-feira 25. A criminalização pode valer já na eleição de 2014. Para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), há risco à liberdade de expressão.

Os dispositivos incriminadores de certas condutas virtuais constam da chamada "minirreforma eleitoral". Não faziam parte do projeto original apresentado em dezembro de 2012 pelo senador Romero Jucá, do PMDB de Roraima. Foram introduzidos no texto em setembro, durante votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A inclusão foi proposta pelo senador Cássio Cunha Lima, do PSDB da Paraíba.

De acordo com a emenda de Cunha Lima, o autor de mensagens classificadas como criminosas será punido com multa de 5 mil reais a 30 mil reais e com prisão de seis meses a um ano. O castigo para quem o contratou é pior: de 15 mil reais a 50 mil reais de multa e de dois a quatro anos de cadeia.

Na justificativa por escrito que apresentou ao defender a criminalização, Cunha Lima dizia que as redes sociais tornaram-se poderosas na formação da opinião pública brasileira, mas "têm tido seu uso deturpado", especialmente em períodos eleitorais. "Já se constatou", dizia ele, "a contratação de grupo de pessoas para que realizem ataques, via internet, aos candidatos, partidos ou coligações".

Se os dispositivos foram sancionados, passarão a integrar a lei 9.504, de 1997, que estabelece as normais gerais das eleições. A lei foi modificada em 2009 para prever um outro tipo de punição por propaganda eleitoral na internet. Os propagandistas que atribuem a obra deles a terceiros (a candidatos ou a partidos, por exemplo) podem ser multados entre 5 mil reais e 30 mil reais.

Os candidatos que se sentirem vítimas de ataques em sites e redes sociais poderão recorrer à Justiça para que esta ordene a retirada do conteúdo do ar, também de acordo com a minirreforma. O mecanismo não fazia parte do projeto original de Romero Jucá. Foi incluído a pedido dele próprio na mesma votação ocorrida em setembro na CCJ.
Ao propor a emenda, Jucá disse em uma justificativa por escrito que "o principal objetivo é dar instrumentos à Justiça Eleitoral para combater essa prática deletéria, que tem trazido grandes prejuízos ao andamento das campanhas eleitorais".
O ataque à honra de um candidato já é um ato alcançado pelo Código Penal. A conduta pode ser enquadrada como calúnia, injúria ou difamação. A novidade pretendida pela minirreforma eleitoral, explica o presidente da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, é a criminalização de atos contra a imagem de um candidato, um partido ou uma coligação. E, neste aspecto, a liberdade de expressão corre riscos.

O texto aprovado pelos parlamentares não diferencia danos à imagem causados por um fato verídico ou provocados por mentiras. Ou seja, espalhar pela internet um fato verdadeiro pode ser crime, caso esse fato arranhe a imagem de um político ou uma legenda. Por exemplo: disseminar as prisões decorrentes do julgamento do mensalão afeta o PT, assim como as notícias sobre pagamento de propina nas obras do metrô de São Paulo atingem o PSDB. "Vejo esse novo dispositivo com muita preocupação. Há risco concreto de cerceamento à liberdade de expressão por meio da criminalização de certos atos", afirma Furtado Coêlho.
Dilma tem até a primeira quinzena de dezembro para decidir vai transformar a minirreforma em lei tal qual aprovada pelo Congresso, se assinará apenas uma parte do texto ou se vai vetá-la na íntegra.


O projeto remetido à sanção pode ser lido aqui.

Copiado de: http://www.folhapolitica.org/2013/11/reforma-aprovada-no-senado-pode-punir.html


Americana de 18 anos cria tecnologia que carrega bateria de celular em segundos


Uma garota de apenas 18 anos apresentou um supercapacitador que se carrega completamente em poucos segundos na feira internacional de ciências e engenharia da Intel e ganhou pelo projeto o prêmio Jovem Cientista, junto com um cheque de 50 mil dólares.

Eesha Khare, de Saratoga (Califórnia), disse que a motivação dela em criar esse capacitador foi porque a bateria do seu celular sempre morre. Ela propõe que seu projeto tem inúmeras vantagens sobre as baterias convencionais, porque aceita até dez vezes mais ciclos de recarga e por ser também flexível, permitindo seu uso em telas, tecidos e vestuários.

Na feira, o supercapacitador de Eesha foi utilizado para acender um LED, mas o projeto tem grande potencial para a indústria. Apesar de estar longe de uma aplicação comercial, o modelo que se carrega completamente em 30 segundos ajuda a pesquisa por novas tecnologias.

Baterias que se carregam em menos tempo e com a capacidade de aceitar até 10 mil ciclos de recarga podem livrar aparelhos e dispositivos por mais tempo da dependência elétrica. Hoje, a duração de vida das baterias é um dos itens mais cruciais entre as características de um smartphone.

[Intel - NBC News Technology]

Copiado de: http://universoracionalista.org/invencao-de-uma-garota-de-18-anos-podera-recarregar-celulares-em-segundos/

Anatel aprova uso dos números 911 e 112 para chamadas de emergência em território brasileiro

Depois de quase quatro meses de estudos e consultas públicas, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou, nesta quinta-feira, a utilização dos números 911 e 112 para chamadas de emergência no Brasil, em complemento ao telefone 190.
Os novos códigos correspondem, respectivamente, aos números dos serviços de emergência (polícia, bombeiros e socorro médico) dos Estados Unidos e de países da Europa, razão pela qual são bastante conhecidos por turistas estrangeiros.
A aprovação da proposta visa justamente facilitar o atendimento deste público, especialmente durante a Copa do Mundo e a Olimpíada de 2016. Por esta razão, as doze cidades-sede da Copa terão 150 dias para ativar os números após a publicação da decisão no Diário Oficial da União, que deve acontecer já na próxima semana. Nos demais municípios, este prazo é de 180 dias.

A Anatel também determinou que as operadoras de telefonia celular disponibilizem soluções para que os serviços de emergência possam obter rapidamente a localização geográfica das chamadas efetuadas para estes números.
Um dos motivos para esta medida é, certamente, as dificuldades que os estrangeiros podem ter para informar seu endereço, seja por não conhecer o local, seja por falar pouco ou nada de português. Mas, em relação a este aspecto, não ficou claro se os serviços de emergência terão atendimento em inglês ou em outros idiomas.
É bastante provável que sim. Os atendentes da Polícia Militar do Estado de São Paulo, por exemplo, são instruídos a falar uma frase como “a moment, please” (um momento, por favor) quando percebem que a chamada é feita por uma pessoa que não fala português e repassam a ligação para um policial fluente no idioma identificado ou, ao menos, em inglês.
Aliás, São Paulo está entre as regiões que não terão dificuldades para se adaptar às determinações da Anatel. De acordo com o governo paulista, chamadas dentro do estado para os números 911 e 112 são redirecionadas para o telefone 190 desde fevereiro de 2010.

Copiado de: http://tecnoblog.net/146177/anatel-aprova-numeros-911-112-emergencia-brasil/

Parece legítimo.

Eu compraria.

15 logos que não foram tão bem bolados...

Ministério do comércio


sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Homem revira lixão em busca de HD com o equivalente a R$17 milhões em Bitcoins, em vão

Um britânico revirou um lixão esta semana para tentar recuperar um hard drive que jogou fora há quatro meses e que hoje vale alguns milhões de dólares.
James Howells, da cidade de Newport, no País de Gales, afirma que o hard drive contém 7,5 mil bitcoins, uma moeda virtual usada em transações online.
Nesta semana, a cotação do bitcoin chegou pela primeira vez a US$ 1 mil, o que significa que o HD do britânico estoca uma fortuna de US$ 7,5 milhões, ou R$ 17,3 milhões.
Em entrevista à BBC nos arredores do lixão, ele contou ter comprado o hard drive em 2009 por "quase nada" e que após um pequeno incidente com um antigo laptop, deixou o disco rígido guardado em uma gaveta por três anos.
Ele achava que todos os arquivos de que necessitava já haviam sido transferidos para seu novo computador e esqueceu que o hard drive continha milhares de bitcoins.
Antes de se livrar do disco rígido, Howells ainda hesitou, mas não mudou de ideia.
"Assim que joguei o HD na lixeira me perguntei por que estava fazendo aquilo já que nunca tinha me desfeito de um antes. Mas, ainda assim, fui em frente", relembra Howells, que trabalha com TI.

Caixa eletrônico
Ele percebeu que tinha feito uma grande besteira quando começou a ouvir histórias de pessoas que estavam fazendo alguns milhões trocando seus bitcoins por dinheiro e lembrou-se que seu HD poderia lhe render milhões.
O homem ainda checou todas as suas cópias de segurança, mas não encontrou os bitcoins. Numa última tentativa de recuperar o HD, ele foi até o lixão da cidade, mas após percorrer uma área do tamanho de quase dois campos de futebol, suas esperanças se esvaíram.
"O gerente me explicou que os lixos recebidos há três, quatro meses já podem estar a mais de um metro e meio de profundidade", disse ele.
"Ele ainda disse que pessoas que tentam recuperar bens valiosos chegam ao local acompanhadas de até 20 pessoas que ajudam nas buscas, além de cachorros farejadores".
Em uma carta a um comitê do Senado americano, o FBI reconheceu que as moedas virtuais oferecem "serviços financeiros legítimos", mas alertou que a moeda pode ser explorada por "atores maliciosos".
Em outubro, o primeiro caixa eletrônico de bitcoins foi aberto em Vancouver, no Canadá. A máquina permite trocar bitcoins por dinheiro e vice-versa.


Copiado de: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2013/11/homem-revira-lixao-atras-de-hd-com-r-173-milhoes-em-moeda-virtual.html

Depois de levar pancada na cabeça, jovem passa a tocar 13 instrumentos

Um adolescente do estado do Colorado, no centro-oeste dos Estados Unidos, descobriu sua aptidão musical após levar uma pancada na cabeça. Antes de sofrer o acidente, Lachlan Connors era considerado uma pessoa sem qualquer talento para a música, segundo a CBS4.
A pancada veio durante um esporte coletivo chamado lacrosse, muito popular nos Estados Unidos e no Canadá. “Eu realmente não tinha talento”, disse o adolescente, que contou que mal conseguia tocar músicas infantis.
Após o acidente, Connors disse que passou a “apenas meio que pegar” instrumentos, como guitarra, bandolim, cavaquinho e gaita de fole, e tocá-los. “Eu passei a pegar instrumentos e depois de cinco ou dez minutos brincando com eles, conseguia tocar”, explicou.
Segundo o doutor Spyridon Papadopoulos, o médico que tratou o jovem, a capacidade musical sempre esteve no cérebro de Connors, mas só foi ativada depois da ‘conexão’ provocada pelas pancadas. De acordo com Papadopoulos, ainda não se sabe muito sobre as funções cerebrais, mas há teorias que explicam que, quando um acidente danifica alguma parte do cérebro, outras precisam entrar em atividade.


Copiado de: http://www.cifraclubnews.com.br/noticias/69860-depois-de-levar-pancada-na-cabeca-jovem-passa-a-tocar-13-instrumentos.html

Digite a chave de segurança.

Pois é...

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Camisinhas de colágeno e com abas vencem concurso de fundação Bill e Melinda Gates


Imagine se existisse uma camisinha capaz de se moldar sozinha ao pênis, sem que o usuário tenha que se preocupar com o jeito certo de colocar? E que fosse feita de um material parecido com a pele, tornando sua presença imperceptível? Com certeza muito mais gente usaria o preservativo, não é? Pois essa foi a premissa de um concurso lançado pela Fundação Bill & Melinda Gates, cujos vencedores foram anunciados esta semana.
A ideia foi reunir propostas criativas para criar uma nova geração de preservativos, o que ajudaria a diminuir os índices de doenças sexualmente transmissíveis e gravidez indesejada.
A fundação recebeu 812 ideias. Onze candidatos foram selecionados e premiados com US$ 100 mil cada. Depois que desenvolverem os projetos, eles poderão receber até US$ 1 milhão.
Algumas propostas incluem a substituição do látex por materiais mais finos, que aumentam a sensibilidade. Uma das ideias vencedoras, da Apex Medical Technologies, de San Diego, é usar um material criado a partir de fibras de colágeno de tendões de vaca ou até de pele de peixe. "Eles são incrivelmente resistentes", explicou o presidente da empresa Marcos McGlothlin em declaração ao The New York Times.
Outra ideia, do Conselho de Saúde da Família da Califórnia, é a chamada "camisinha wrap", feita com plástico de polietileno, que se enrola ao pênis ao invés de apertá-lo. Ela viria em uma embalagem com tamanho e largura similar ao de um cartão de crédito, segundo Ron Frezieres , vice-presidente de pesquisa do conselho. E, como outro vencedor - chamado de Rapidom - o preservativo teria abas para facilitar a colocação.
Outra proposta que levou o prêmio é a do engenheiro químico Richard Chartoff, da Universidade de Oregon, que prevê uma camisinha de poliuretano capaz de "memorizar" a forma do pênis e se encaixar como uma camada extra de pele. Ele também considera usar nanopartículas com medicamentos antivirais e antibacterianos.
(Com The New York Times)

Copiado de: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2013/11/21/camisinhas-de-colageno-e-com-abas-vencem-concurso-de-fundacao.htm#fotoNav=13


Parece legítimo

Legítimo chocolate chinês...

Facebook no século 19

As anedotas de humor perjorativo jamais cessam!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

10 curiosidades perturbadoras sobre Pokémon



Em time que está ganhando não se mexe! Deve ser o lema da equipe que trabalha produzindo os jogos da franquia Pokémon. Já são 43 jogos para os mais diversos consoles em plena produção desde 1996. Criados por Satoshi Tajiri e Ken Sugimori, os monstrinhos viraram febre mundial com o lançamento do anime e seus 151 Pokémons! Hoje já são mais de 700, você consegue cantar o rap com o nome de todos?

O jogo existe desde fevereiro de 96, mas foi graças ao anime, exibido no Japão pela primeira vez em 1997, que Pokémon se tornou sucesso no mundo inteiro. Hoje em dia, existem mais de 700 Pokémons e alguns deles são ou tem uma história um tanto bizarra!

Um dia isso será seu

Mas que filho da puta....

Algumas invenções maneiras.


terça-feira, 26 de novembro de 2013

Fãs do Winamp criam petição online para transformá-lo em um software de código-fonte aberto


Na semana passada, o mundo soube que o Winamp teve o seu fim decretado, mas este clássico player viverá para sempre em nossos corações. Ou não: pouco tempo depois do anúncio, desenvolvedores que se declaram fãs do programa criaram uma petição online para que a sua atual dona, a AOL, o transforme em um software de código-fonte aberto.

Os motivos que levaram a companhia a acabar com uma ferramenta que possui mais de 15 anos de história não ficaram claros, mas podemos deduzir facilmente que, dado o surgimento de players mais adequados ao segmento móvel e à proliferação de serviços de streaming, não valia mais a pena manter o Winamp.

Se o problema é falta de perspectiva, por que não liberar o código-fonte do programa para comunidades dispostas a mantê-lo voluntariamente, tal como a Oracle o fez ao entregar o OpenOffice.org à Apache Foundation (embora a suíte já tivesse código aberto), por exemplo?

Esta é a proposta da petição: se as assinaturas não servirem para que AOL mude de ideia ou se esforce para encontrar um comprador, que ao menos a convença a repassar o Winamp para os usuários mais assíduos – aparentemente, a única parte que ainda se interessa por ele.

Caso queira apoiar a ideia, basta preencher o formulário desta página no Chance.org (requer apenas nome, sobrenome, e-mail e cidade). Até o momento da publicação deste post, mais de 25 mil assinaturas já haviam sido obtidas.

Se dará certo? É pouco provável, uma vez que a AOL toma decisões com base em seus próprios interesses (assim como qualquer outra companhia), mas não custa tentar, né?

Mais detalhes da campanha estão no site Save Winamp.


Copiado de: http://tecnoblog.net/145891/winamp-peticao-online-codigo-fonte-aberto/

Estudante cria projeto para purificação de água usando caroços de açaí


Quem acompanha as notícias de ciência deve ter visto que, na semana passada, foram anunciados os ganhadores da XXVII edição do Prêmio Jovem Cientista, uma premiação que escolhe os trabalhos científicos mais inovadores de estudantes de todo o Brasil. Entre os trabalhos vencedores desta edição, que tinha o tema “Água – desafios da sociedade”, um projeto se destaca e merece a sua atenção: o de Edivan Nascimento Pereira, de 19 anos, aluno da Escola Estadual de Ensino Médio Profª Ernestina Pereira Maia. O trabalho de Edivan ganhou o merecido 1º lugar na categoria Ensino Médio do Prêmio.

Morador de Moju, no Pará, Edivan criou uma solução para a falta de tratamento adequado da água nas regiões periféricas e ribeirinhas do município. Ele desenvolveu um tipo de carvão capaz de filtrar e purificar a água, tornando-a apropriada para consumo. E o mais bacana é que o material usado na pesquisa foi o açaí, uma fruta típica do local. “Mesmo morando em uma região afastada, estou tendo a oportunidade de realizar um sonho e de mudar a vida da minha comunidade”, disse o estudante.

O projeto teve duas fases. A primeira parte foi a realização de uma pesquisa para descobrir os hábitos de consumo de água em Moju. Os dados levantados mostram a dimensão do problema: 40% dos moradores ingerem água direto da torneira e 64% das pessoas tiveram doenças relacionadas ao consumo dessa água não tratada.

Para resolver a situação, o estudante resolveu pesquisar as propriedades do açaí. Depois de muito estudo sobre as propriedades do carvão e sobre a fruta, Edivan descobriu que o caroço do açaí é um material orgânico rico em carbono. Isso torna o caroço ideal para produzir carvão, que pode ser usado em filtros para purificar a água e torná-la potável.

O aluno aplicou o processo químico de ativação no caroço para produzir o carvão (você pode ler o trabalho completo aqui), sob a orientação do Professor Valdemar Carneiro Rodrigues Júnior, que dá aulas de Física e Química. Para concluir o experimento, Edivan testou a eficiência do carvão em um filtro simples e descobriu que a água tratada no filtro realmente se tornava adequada para consumo. E mais: o carvão do caroço de açaí se mostrou mais eficiente que o carvão ativado industrializado.

Confira aqui os outros trabalhos selecionados pelo XXVII Prêmio Jovem Cientista.

Copiado de: http://super.abril.com.br/blogs/supernovas/2013/11/25/estudante-do-para-cria-projeto-para-purificar-agua-com-carocos-de-acai/

Empresário conhecido como "terror dos rodízios" já foi até expulso de pizzaria.

 Koop, o 'terror dos rodízios", encarou o Vader em lanchonete em Mogi das Cruzes.
(Foto: Jamile Santana/G1)

Magali, a personagem comilona eternizada por Maurício de Sousa, ficaria no chinelo se disputasse com o empresário Host Koop, de 34 anos, uma rodada de pizzas. O mogiano é conhecido até como “terror dos rodízios”. Ele comeu, sozinho, 48 pedaços de pizza em um rodízio, o que lhe rendeu uma “expulsão” do estabelecimento de forma educada e discreta por parte do gerente. E a comilança não para por ai. No dia que entrou para o Hall da Fama de uma lanchonete de Mogi das Cruzes por comer - em 23 minutos - um lanche de 1,5 quilo, Koop tinha encarado uma feijoada no almoço.
O episódio do rodízio aconteceu em Balneário Camboriú, durante uma viagem com os amigos. “Eu era moleque e paramos em um restaurante. Eu comi, se não me engano, 48 pedaços de pizza sem a borda, em um rodízio. O gerente chegou à nossa mesa e disse que o restaurante estava fechando. Saímos de lá, mas percebemos que continuaram funcionando normalmente. Só queriam se livrar da gente, porque demos prejuízo. Ficamos das 18h às 22h comendo pizza”. E bota prejuízo nisso. Koop comeu o equivalente a seis pizzas, fora o que os amigos comeram.

 Host Koop comendo o Vader. Mogiano devorou o lanche de 1,5 kg em 23 minutos.
(Foto: Jamile Santana/G1)


Os anos passaram e a fome só aumentou. Agora Host Koop está no "Hall da Fama" de uma lanchonete de Mogi das Cruzes. Ele comeu 1,5 quilo de pão, hambúrguer, queijo, ovos, bacon e outros ingredientes de um lanche chamado Vader. Para isso, precisou de 23 minutos, o melhor tempo até agora na disputa organizada pelo estabelecimento.
Outros quatro competidores também estão no Hall da Fama da lanchonete, mas todos com tempo muito próximo aos 30 minutos, o limite para vencer o desafio. E Koop tem habilidade para comer, já que venceu o desafio logo na primeira vez em que esteve no estabelecimento. “Eu sempre comi bem, até tenho algumas táticas, mas nesse dia que comi o Vader, lembro que comi de feliz mesmo, não tinha planejado vencer”. Com 1,85 metro de altura e 110 quilos, o empresário comeu metade do lanche em 6 minutos. “De início eu fiquei meio preocupado com o tempo. Um amigo meu que tinha ido no rodízio já tinha conseguido comer o Vader antes de mim. Então corri para comer metade do lanche, pedi o tempo e ainda estava nos 6 minutos”, contou. Como já tinha comido uma feijoada no almoço, o pior veio depois. “O pior é ter que digerir. Levei uns dois dias para fazer digestão”, comentou.

Host Koop, o destaque do "Hall da Fama" em uma lanchonete em Mogi (Foto: Jamile Santana/G1)
 
O empresário teve que fazer uma promessa para a esposa, que não consegue acompanhar o volume de comida. “Prometi que só vou aceitar o desafio Vader de novo, se alguém bater meu tempo”, destacou. A gerência da lanchonete até prometeu fazer um Vader especial para o ganhador: com calabresa. "Eu como, faço até em 20 minutos em um dia inspirado. Mas só aceito o desafio de novo, se alguém bater o meu tempo", frisou.
Quem não consegue comer o Vader, entra para o “Hall da Vergonha”. “Algumas meninas tentam comer o lanche, mas até hoje só cinco homens conseguiram a proeza”, comentou o proprietário da lanchonete Gustavo Nogueira.

 William Domingues, gerente da lanchonete, diz que quem não conseguem comer o lanche entra para o 'Hall da Vergonha' (Foto: Jamile Santana/G1)


Desafio
As estatísticas comprovam que Host Koop é um fenômeno: apenas 10% dos clientes que aceitaram o desafio até agora conseguiram comer o lanche todo. No total, foram 55 desafios aceitos e só duas mulheres participantes. Segundo o gerente da lanchonete temática em Mogi, William Domingues, a brincadeira surgiu inspirada no programa "Man X Food" da FoxLife. Eles decidiram criar um lanche com dois hamburgueres (300 g cada), maionese, queijo derretido, catupiry, bacon, batata palha, ovo, cheddar e uma mini porção de batata frita. "Nenhum funcionário aceitou comer o lanche até hoje. Reconhecemos que é um desafio difícil", disse Domingues. O ganhador ganha uma camiseta do Darth Vader, entra para o "Hall da Fama" e não paga os R$ 49,90 do lanche. "O nome Vader foi escolhido porque é um vilão forte e imponente", contou.


Copiado de: http://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/2013/11/mogiano-que-ja-foi-ate-expulso-de-pizzaria-se-torna-o-terror-dos-rodizios.html

Remake americano de Oldboy sofre censura


O que todo mundo sabia que ia acontecer caso o longa metragem fosse refilmado nos EUA acabou se concretizando.


O diretor Spike Lee concedeu entrevista ao jornal New York Times onde comentou que a famosa e violenta cena da luta no corredor em que o protagonista usa um martelo foi censurada pelos produtores:



“Tem um corte no filme. Não deveria ter, mas ele está lá. Não existe nem razão de filmar aquela cena se não for uma rápida sequência. A cena está lá no original.”

Segundo Lee a indústria do cinema pode ser "um negócio difícil", provavelmente se referindo ao fato de que mesma uma obra popular precisa se adaptar ao desejos de lucros dos executivos, ainda mais se tratando de um material tão barra pesada quanto Oldboy.


Copiado de: http://blogclimax.blogspot.com.br/2013/11/remake-de-oldboy-sofre-censura-do.html

Gatos são muito espertos.


segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Adivinha quem não cumpriu as metas de cobertura 3G






 Todas as metas impostas pela Anatel de expansão de cobertura 3G

Isso mesmo, Oi e TIM.
Quando a Anatel realizou o leilão das frequências de operação 3G, todas as operadoras assumiram um compromisso de evolução da cobertura a longo prazo. Cada operadora deveria cumprir uma lista de cidades para serem cobertas, cada qual com seu prazo. Claro e Vivo conseguiram fazer o serviço numa boa, mas Oi e TIM não cumpriram as metas de expansão.
Até abril de 2012, todas as operadoras deveriam ter cobertura em todos os municípios maiores que 200 mil habitantes. A situação apertou de verdade em abril de 2013, quando todas as operadoras deveriam cobrir 100% dos municípios maiores que 100 mil habitantes, 50% dos municípios com população entre 30 e 100 mil habitantes e 15% dos municípios com população menor que 30 mil habitantes.
A TIM cumpriu a meta de cobrir 50% dos municípios com população entre 30 mil e 100 mil habitantes, mas falhou na meta de atender os 15% de municípios com menos de 30 mil habitantes: a operadora ficou devendo a cobertura em 410 localidades. Já a Oi deixou de cobrir 11 cidades com população entre 30 e 100 mil habitantes, bem como 415 localidades com população inferior a 30 mil habitantes.
Enquanto isso, as outras operadoras estão se dando muito bem: a Claro fechou outubro com 1.579 municípios cobertos com sua rede 3G, e a Vivo lidera a cobertura com 3.132 municípios. Em relação ao 4G, a Vivo também dispara no número de cidades cobertas: até o momento, são 69 cidades com LTE da operadora, contra 23 cidades da Claro e apenas 8 da Oi e TIM.
É fácil descobrir o motivo da lenta expansão da Oi e TIM: ambas as operadoras estão com dívidas muito altas, sendo que a TIM se encontra em uma crise de identidade sobre quem será seu real dono daqui pra frente. O mais curioso de tudo isso é que a Oi é a operadora com a maior capacidade de expansão de rede, uma vez que 75% do seu backhaul é ligado em fibra ótica. Só para efeito de comparação, a Vivo, que tem a maior cobertura 3G e 4G, tem apenas 13% do seu backhaul em fibra ótica.

A triste história do garoto-meia.

Olhem para esse garoto. Olhem bem para esse fodendo garoto. Ele está sujo. Ele está sujo e descalço. O filho da puta do garoto está sujo e descalço. E ele tem uma cabeça de touro amarrada em sua bicicleta. O garoto tem uma fodendo cabeça de touro amarrada em sua fodendo bicicleta!
Esse garoto nasceu no interior do Mato Grosso do Sul, no mesmo quarto onde sua mãe foi cruelmente desvirginada por um grupo de jovens caipiras arruaceiros. O garoto da pica é fruto desse estupro.
A mãe do garoto morava com os pais nesse pequeno sítio, no interior do Mato Grosso do Sul. Certo dia, o avô do garoto foi até a cidade comprar remédios para sua esposa, que estava passando por sérias complicações cardíacas.
Durante esse período, três jovens caipiras vestindo apenas calças jeans, botas de couro e chapéus, perceberam a ausência do velho e resolveram adentrar a casa. Encontraram lá uma moça chorando sobre uma cama, na qual havia uma velha senhora. Como os três jovens estavam bêbados, resolveram transar com as duas mulheres. Tiveram um certo trabalho para manter a moça parada, mas tudo correu sem maiores preocupações. Ao fim, os três rapazes gozaram no rosto da velha pálida e foram embora. Um deles esqueceu uma meia com um bordado do Mickey Mouse sobre o sofá.

Bomba: Um dos personagens principais de Family Guy morrerá.



Enquanto todo mundo se perguntava que personagem fixo misterioso morreria na nova temporada de Os Simpsons, Seth MacFarlane surpreendeu... SPOILERS abaixo.

Super camisinha será feita de grafeno, o material mais resistente do mundo




SÃO PAULO - A Fundação Bill e Melinda Gates está destinando US$ 100 mil a Cientistas da Universidade de Manchester para desenvolverem uma camisinha a partir do grafeno, o material mais resistente já descoberto pelos cientistas.

O grafeno foi isolado pela universidade em 2004 e tem sido mais frequentemente associado a produtos que estão revolucionando a indústria de smartphones e de banda larga.

Agora o material está sendo misturado com o látex usado na fabricação de preservativos para o desenvolvimento de uma super camisinha, mais fina e segura.

O objetivo da Fundação criada pelo fundador da Microsoft Bill Gates é o de lançar no mercado uma camisinha tão fina e segura que sirva de incentivo para a prática do sexo seguro no mundo inteiro, especialmente nos países pobres, com maior incidência de doenças sexualmente transmissíveis.

O grafeno é uma das formas cristalinas do carbono, assim como o diamante. O grafeno de alta qualidade é muito resistente, leve e quase transparente.

É o material mais forte já descoberto, e consiste em uma folha plana de átomos de carbono densamente compactados em uma grade de duas dimensões.

A descoberta do novo material rendeu o Prêmio Nobel de Física em 2010 aos cientistas Andre Geim e Kostya Novoselov.

O diretor sênior da equipe de HIV na fundação Bill e Melinda Gates, Papa Salif Sow, disse que a super camisinha será uma arma poderosa na luta contra a pobreza.

"Atualmente, as pessoas imaginam usando grafeno em telas de celulares, embalagens de alimentos e sensores químicos, mas se esse projeto for bem sucedido poderemos ter um produto que irá literalmente mudar nossa vida cotidiana, da forma mais íntima", disse o diretor.

O Instituto Nacional do grafeno da Universidade de Manchester está sendo estabelecido com doações do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.


Copiado de: http://economia.estadao.com.br/noticias/economia-geral,supercamisinha-sera-produzida-com-material-mais-resistente-do-mundo,170707,0.htm

domingo, 24 de novembro de 2013

Candidato erra local de prova da Fuvest. A culpa foi do irmão que indicou errado.


SÃO PAULO - Candidato erra local de prova e se despespera ao perder a Fuvest (Foto: William Volcov/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo)
O estudante Chong Hyoun Lee confundiu o local onde deveria fazer a prova da Fuvest neste domingo (24). O rapaz de 18 anos chegou na Uninove Barra Funda por volta das 12h46, entrou no prédio e se deu conta de que estava no lugar errado. Ele deveria fazer a prova no prédio da PUC. "Eu vi de última hora, estava a semana toda no cursinho. Fui conferir qual era a sala e vi que o nome estava errado. Me deixaram sair pelo portão de trás."
Apos sair, ele voltou novamente à frente do prédio para conferir a lista. Desolado e chorando, o jovem sentou no chão e ao telefone com o irmão, gritava: "Não era aqui!".
Segundo o estudante, o irmão dele verificou na manhã deste domingo e tinha confirmado que era na Uninove Barra Funda. No site da Fuvest, o nome de Chong aparece ao lado do local “23”, que corresponde à PUC. Mas o nome acima dele é bem parecido, Cho Young Lim, que faz prova no local “26”, a Uninove Barra Funda. Ao saber do engano, checou novamente e viu que ele deveria realizar a prova na PUC, na Rua Ministro Godoi. "Meu irmão me avisou agora."

Adesivo te deixa invisível para os mosquitos.

Os mosquitos conseguem te localizar devido ao CO2 que seu corpo emite, mas esse adesivo, que deve ser colado na sua roupa, confunde o radar deles, te deixando virtualmente invisível a eles.
Isso será extremamente útil naqueles meses de verão, quando os mosquitos da dengue e os pernilongos comuns se revezam dia e noite para sugar o seu sangue.

O adesivo, criado por 3 pesquisadores dos Laboratórios Olfactor, utiliza 3 grupos de produtos químicos para confundir o olfato dos insetos.
No entanto, o produto ainda está em testes, e necessitando de investimento.
O grupo pretende testar o produto em larga escala em Uganda, país que sofre com altas taxas de infecção por malária.


Após 16 anos, Winamp será descontinuado

1999. O Windows 98 era o sistema operacional da Microsoft mais recente para estações de trabalho. O navegador mais utilizado era o Netscape, embora começasse a perder fôlego para o Internet Explorer. O mIRC era uma mania e você se comunicava com os amigos pelo ICQ. Era uma época insegura, onde o Netbus e o Back Orifice permitiam invasões a computadores de usuários comuns. O Napster estava nascendo para revolucionar definitivamente o compartilhamento de arquivos. E você curtia as músicas baixadas no WinAmp, programa para gerenciamento de músicas que tornou-se muito popular no final dos anos 90 e em boa parte do começo deste século. Pouco a pouco, tudo perdeu lugar - e o único que ainda resistia está em estágio terminal.

Imagem
Nesta quarta feira, 20 de novembro, foi anunciado que o desenvolvimento do WinAmp será descontinuado em exatamente um mês. Em 20 de dezembro, o site oficial do programa sairá do ar para sempre, bem como os serviços web do WinAmp deixarão de funcionar, tais como o navegador, em que se pode acessar informações sobre a música que está sendo ouvida. Você tem até essa data para fazer o download no site oficial. A partir de então, somente através de fontes não oficiais - como, por exemplo, no http://www.oldapps.com. Claro que há excelentes substitutos, como o Foobar, mas fica aquela sensação de perda e saudosismo.
A primeira versão do WinAmp foi lançada em 21 de abril de 1997 pela Nullsoft. O sucesso foi tanto que o então mega provedor America OnLine (ou, simplesmente AOL) desembolsou 80 milhões de dólares por sua aquisição em 1999. Rob Lord, um dos responsáveis pelo crescimento do software no início, acredita que o declínio pode ter se dado pelo péssimo gerenciamento após a fusão. "Não há motivos que justificam que o WinAmp não esteja concorrendo de igual para igual com o iTunes, exceto pelas péssimas formas de gerenciamento da AOL após a aquisição", afirmou ele em entrevista à Ars Technica.
Nos últimos anos, foram feitas algumas tentativas de fazer o Winamp renascer. Um app para Android foi lançado em 2010, e o Winamp Sync for Mac, com player, saiu em 2011, mas nada vingou.
Se quiser baixar o programa enquanto ainda é possível faze-lo no site oficial, faça uma visita a www.winamp.com.


Fonte: WinAmp: após 16 anos, player será descontinuado http://whiplash.net/materias/news_821/192633.html#ixzz2lXRYWA65

sábado, 23 de novembro de 2013

PORTAL DOS FUNDOS



O que a foda, homem?

Xbox One mal foi lançado e já está dando problema


Depois da Sony enfrentar uma série de problemas com o lançamento do Playstation 4, é a vez da Microsoft e seu Xbox One. Após o lançamento oficial do console, alguns usuários relataram problemas com o leitor de disco do aparelho e chegaram a postar vídeos demonstrando a falha.



Nos registros é possível ver o aparelho recebendo o disco do jogo Call of Duty: Ghosts e fazedo um barulho alto, como se duas peças de plástico estivessem se chocando. "Comprei meu Xbox hoje, mas ele não reconhece nenhum dos meus discos. Vou ter que mandar para consertar ou há outra solução?", disse o usuário Gary Uprichard no Twitter.



Nos registros é possível ver o aparelho recebendo o disco do jogo Call of Duty: Ghosts e fazedo um barulho alto, como se duas peças de plástico estivessem se chocando. "Comprei meu Xbox hoje, mas ele não reconhece nenhum dos meus discos. Vou ter que mandar para consertar ou há outra solução?", disse o usuário Gary Uprichard no Twitter.



Você nunca mais verá essa propaganda com os mesmos olhos.


Kit Kano transforma Raspberry Pi em um PC para crianças


O Kano é mais um daqueles projetos que nos fazem querer pagar uma cerveja para o inventor do crowdfunding. A ideia consiste em um kit para que você possa construir o seu próprio computador pessoal baseado no Raspberry Pi, obtendo o mesmo prazer que se tem ao montar um kit de Lego, como os idealizadores da iniciativa gostam de frisar.

É verdade que qualquer pessoa pode comprar um Raspberry Pi e montar um computador para os mais diversos fins. O diferencial aqui é que o Kano fornece um conjunto de itens para tornar esta tarefa mais divertida e, desta forma, estimular especialmente as crianças a entrarem no mundo da programação.
Apesar do foco no público infanto-juvenil, o Kano não é um kit de brinquedo ou um produto totalmente infantilizado. Os componentes são os mesmos encontrados em PCs ou até em dispositivos móveis, só são mais coloridos. Portanto, não será estranho se a maioria de seus usuários forem adultos que adquiriram o Kano para uso próprio.
O kit é composto pelos seguintes itens:
  1. Um conjunto de manuais;
  2. Um cartão SD de 8 GB;
  3. Um speaker (saída de áudio);
  4. Um Raspberry Pi modelo B;
  5. Um teclado com trackpad;
  6. Um case;
  7. Cartão para encaixe no case;
  8. Adesivos;
  9. Um cabo HDMI e outro mini-USB;
  10. Uma fonte de energia com adaptador de tomada;
  11. Um dongle Wi-Fi com USB.


Cliente pede desconto à Claro e recebe conta endereçada ao sr Otário Chorão. 2 funcionários são demitidos

O destinatário apresentado em uma conta de telefone endereçada à casa de um empresário de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, surpreendeu a família do cliente da operadora César de Medeiros. A fatura, gerada pela Claro TV, estava em nome de “Otário Chorão”. Chocado, o homem, de 42 anos, desconfia que uma das atendentes tenha feito a alteração, após um pedido de desconto solicitado por ele.




A conta estava na caixa de correio da casa de César
Foto: Reprodução/Gabriela de Moraes


O empresário é cliente da companhia há pelo menos dez anos, e questionou com a atendente sobre a possibilidade de ganhar os mesmos descontos disponibilizados para novos clientes: “Começou tudo por aí. Paguei pelo cancelamento e depois pela ativação”, disse o empresário em entrevista ao portal G1. Ao receber a nova conta, César teve a surpresa desagradável quanto ao destinatário descrito do lado de fora da carta.

Após o susto, o consumidor procurou a diretoria da empresa e informou sobre o ocorrido, solicitando uma carta de retratação. No entanto, o empresário diz que a Claro não retornou. “É uma situação que chateia. Talvez se um processo contra eles for impedir que outros clientes passem pelo que eu passei eu até entro com um”, afirmou.

A Claro informou que vai resolver o problema e que a conduta que resultou na desagradável brincadeira não está de acordo com os princípios da marca.

Empresário afirma que aguarda uma carta de retratação da empresa.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Quando Pokémon e Digimon se encontram.


Loko!

Barack Obama canta Can't Touch This do MC Hammer




What is this I can't even

TinCan: app dispensa internet e sinal de celular para enviar mensagens

TinCan. um misto de mensageiro e microblog, ele funciona por meio da rede Wi-Fi, responsável por formar o elo entre dois ou mais aparelhos. O sistema é utilizado unicamente para vincular os celulares, sem necessidade de estabelecer uma conexão com a internet.
Agora vamos pensar na questão de privacidade e liberdade que esse aplicativo pode trazer o desenvolvedor Mark Katakowski pensou em uma rede para quem não tem internet ou uma rede, TIN CAN que significa LATA tem na ideia de mark aquela velha brincadeira de lata ligada por fios que as crianças faziam para se comunicar .


Tin Can, em uso por duas contas diferentes.
Lata TIN CAN (download aqui ) é um aplicativo de mensagens de telefone para telefone que não requer conexão com a Internet ou serviço de telefonia celular. Com aproximadamente a mesma potência do sinal de, literalmente, duas latas ligadas com uma corda, app de Katakowski pode enviar sinais apenas uma dúzia de par metros no máximo.
Mas, livre das amarras de uma rede, que raio de transmissão curto poderiam permitir multidões se comunicar independentemente de interrupções, uma dádiva de Deus potencial para todos, desde os manifestantes, até para as vítimas de desastres naturais, os frequentadores de concertos iguais.
“A ideia foi germinando na minha cabeça por cerca de três ou quatro anos”, Katakowski, fundador da Web comunidade Hubski , disse o Dot Daily. “Parecia que era algo que nossos telefones deveriam ser capazes de fazer.”
De fato, a tecnologia por trás de TINCAN não é inovador. O aplicativo utiliza as capacidades de transmissão inerente a qualquer dispositivo Wi-Fi habilitado para suportar um “one-to-many” (um para muitos) aplicativo de mensageria (à la Twitter).

video


Por padrão, essas mensagens passam para qualquer outro celular com TIN CAN habilitado. Cada telefone com TINCAN vai funcionar como um ponto de revezamento. Mas os usuários não precisam ver cada mensagem: Eles podem configurar o aplicativo para visualizar apenas as mensagens de seguidores selecionados. Se a mensagem de um seguidor não pode alcançá-lo saltando de telefone para telefone, você não vai recebê-lo.
Em um mundo onde nós nos tornamos acostumados com a capacidade de enviar mensagens ao redor do globo em questão de segundos, isso pode não soar como uma ferramenta muito útil. Afinal, com tincan, a única maneira sua mensagem está indo de Austin para Londres é que se você mandar por outro tincan que recebe e, em seguida, entrar em um avião com destino a esse destino.
Mas cada vez mais, a mídia social está provando sua importância em nível local. No rescaldo do furacão Sandy no ano passado, uma página de Facebook se tornou um agregador de notícias críticas para os sobreviventes da tempestade. E inúmeras peças foram escritas elogiando o papel do Twitter no movimento Primavera árabe.
Em ambas as situações, no entanto, a mídia social não é confiável, pois requer uma rede para sustentá-lo. Tempestades podem derrubar torres de celular e regimes totalitários vai censurar o acesso .
Se funcionar como planejado, Tincan poderia remover esses obstáculos.
Para suporte técnico e assessoria no início, Katakowski trabalhou com Serval , um grupo humanitário que busca trazer de telecomunicações para as partes mais pobres e remotas do mundo. Ele também ficou fazendo consultas de trabalhadores humanitários na Síria, onde o governo tem sido conhecido para reduzir a comunicação entre os rebeldes por limitar acesso à Internet .
Mas não é apenas nestas circunstâncias terríveis. Katakowski vê os usuários do primeiro mundo que são capazes de tirar proveito de tincan em shows, eventos esportivos, festivais e outros locais onde o acesso wi-fi e celular pode ser limitado.
Apesar de ter na loja Google Play, e mais tarde vai ter para o Windows, Katakowski suspeita  que a Apple vai se recusar a permitir o aplicativo para dispositivos iOS. Katakowski admite existem algumas preocupações de segurança válidas, com TINCAN: uma rede baseada em dispositivo para dispositivo poderia se espalhar rapidamente malware e vírus tão facilmente como ele pode se espalhar mensagens. Ele observa, no entanto, que as mensagens em si não contém nenhum dado ligando de volta para um telefone particular. Assim, as mensagens tornam-se indetectáveis.
Embora reconheça o risco, Katakowski acredita tincan será capaz de gerenciá-los e que os potenciais retornos superam as preocupações. Ele está esperando que os usuários vão se sentir da mesma maneira.
“Nós o chamamos esta” idéia ridícula “, disse Katakowski. “Mas é algo que eu não conseguia parar de pensar. E agora aqui estamos nós.”


Copiado de http://partidopirata.org/tincan-app-dispensa-internet-e-sinal-de-celular-para-enviar-mensagens/

Aposto que você não conhecia essa expressão.

Tudo bem, eu também não conhecia.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Manual de segurança do Nintendo 3DS

Esse lance do "Depois da meia noite" sempre deixa todo mundo confuso...

A cozinha maravilhosa do Sacola Man: Dando um upgrade no brownie de caneca Dr Oetker


Quem já provou o brownie de caneca Dr Oetker sabe que é um negócio mixuruca e sem graça. Mas eu acabei de dar um upgrade aqui no improviso, e deu muito certo. Agora vou ensinar pra vocês:

Ingredientes:
1 pacote de brownie de caneca Dr Oetker
1 ovo
5 colheres de sopa de leite
Essencia de baunilha.
1 colher de sopa de chocolate em pó

Preparamento:
Primeiramente bata a clara do ovo com um fouet ou garfo até espumar, adicione a gema e bata.
Adicione o leite e bata.
Adicione o pacote de brownie de caneca, o chocoalte e essencia de baunilha à gosto, e misture bem.
Leve ao microondas pelo tempo indicado na embalagem.

Para a calda:
2 colheres de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de açucar
2 colheres de sopa de chocoalte em pó
2 colheres de sopa de leite

Preparamento:
Em uma panela, derreta a maneiga em fogo baixo, adicione o açucar e deixe caramelar.
Adicione o chocolate e misture bem até formar uma massaroca.
Adicione o leite, misture bem e deixe ferver até pegar o pont ode calda.

Despeje a calda sobre o brownie ainda quente dentro da caneca, ou desenforme em um prato.
Ele fica bem mais macio, molhadinho, e dobra de volume.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...